38. Como o minimalismo pode ser um aliado das suas finanças?

Olá leitores, poupadores, investidores! Como estão? É sempre uma alegria a visita de vocês!

Ainda inspirados pelo período de fim de ano, nossa conversa de hoje é sobre a conjugação de dois assuntos que são distintos, mas que se complementam muito bem para o alcançar um determinado objetivo. No caso do presente texto, o objetivo é uma vida financeira mais equilibrada, tranquila e próspera. Do que estou falando? Da junção do minimalismo com as finanças pessoais e como ele pode vir a equilibrar mais os seus hábitos de consumo, poupança e investimentos.

Alguns vilões que atrapalham a poupança e os investimentos

Primeiramente, vamos abordar o que pode atrapalhar sua vida financeira e assim, tomar consciência do que pode estar atrapalhando.

Consumir além do necessário

Sim, este hábito vem em primeiro lugar, pois sabemos que se consumirmos a maior parte de nossos ganhos, teremos pouco ou nada para poupar e investir. O pior cenário é consumir além dos ganhos e com isso adquirir dívidas que levem à inadimplência. É bem óbvio, mas também precisa ser dito.

Desorganização

Não é só o consumismo que nos atrapalha. A desorganização também pode ser bastante maléfica para quem quer ter as contas em dia, a poupança e/ou uma carteira de investimento próspera e a paz de saber que está cuidando do presente e do futuro. Como ela pode atrapalhar? Começamos com a bagunça literal que faz com que percamos o controle da arrumação da casa, do que está realmente faltando e precisa ser reposto, da falta de acompanhamento dos pagamentos das contas, podendo ter multas pelo pagamento em atraso. Enfim, pode ser da bagunça básica ao verdadeiro caos. Em qual estágio você está?

Falta de paciência e disciplina

Uma vez que a desorganização se instalou, não tem muito espaço para a paciência e muito menos para a disciplina em se conquistar um presente mais equilibrado e um futuro mais tranquilo.  

Falta de dedicação

É a verdadeira preguiça, procrastinação ou medo disfarçado para se tomar as atitudes necessárias para organizar (em todos os sentidos) a vida e desenvolver novos conhecimentos que venham a ajudá-la a prosperar mais.

Não ter metas claras

Isso é básico. Pois sem metas e objetivos bem definidos, a pessoa pode se perder facilmente na caminhada rumo à uma vida mais próspera no presente e no futuro. Lembre-se que se está apenas na sua cabeça é um sonho. Por isso, escreva suas metas e objetivos. Utilize a checklist do Sou Poupador para estabelecer suas metas. Faça a impressão dela ela em: https://goo.gl/tRsrfy e as descreva claramente. É obrigatório colocá-las no papel. 

Falta de fé e ansiedade

Não basta ter as metas bem delineadas. É preciso também acreditar que é possível se atingir o que foi estabelecido, ou seja, é importante acreditar que se vai alcançar a independência financeira. Com um pensamento firme e positivo na conquista da meta estabelecida, fica mais fácil driblar a ansiedade que pode se instalar em nós de tempos em tempos, nos levando a ter atitudes contrárias ao que realmente queremos. Exemplo: a pessoa está empenhada em juntar uma quantidade x de dinheiro em um ano. Se ela começar a ter desânimo por achar que está devagar ou que não vai conseguir atingir, ela pode ficar ansiosa e se sentir mais suscetível a ter um "escorregão" financeiro, pensando: "ah, é muito difícil, está muito lento o rendimento, então vou comprar um celular o um carro novo mesmo." Aí é que ela não vai conseguir chegar nunca mesmo. Por isso, segure a ansiedade, pense positivo e, principalmente, aja a favor de suas metas!

Organização, minimalismo, finanças pessoais, Sou Poupador
Organização e Progresso!

"Menos é mais"

Agora chegou a hora de falar nele: no minimalismo, que para o nosso contexto podemos definir como: um estilo de vida em que se vive com o que realmente é necessário, com o que nos faz bem e evitar excessos e gastos desnecessários. É o famoso"menos é mais". Assim, não focamos tanto na vida material e no que achamos que precisamos consumir e comprar e sim, nos satisfazemos com o que temos e focamos em coisas mais imateriais, como o desenvolvimento pessoal, cultivamos melhor nossos relacionamentos e o crescimento como ser humano.

Como ele pode ser um grande aliado da nossa qualidade de vida

Para falar do minimalismo, apresentamos dois livros da autora japonesa Marie Kondo: A mágica da arrumação e Isso me traz alegria: um guia ilustrado da mágica da arrumação. Ambos podem ser adquiridos na Amazon.

 
Minimalismo, organização, finanças pessoais, prosperidade, A mágica da arrumação, Marie Kondo  


Isso me traz alegria, guia ilustrado da mágica da arrumação, Marie Kondo, minimalismo, finanças pessoais, organização, prosperidade 

 A leitura de ambos os livros é muito agradável e fundamental para aliar a organização pessoal e financeira. A autora parece entender bem a facilidade que muitos de nós temos em acumular muitos objetos, papéis, e depois não termos onde os guardar adequadamente, gerando uma casa "barulhenta" de bagunça. Ela entende também a nossa dificuldade em descartarmos determinados objetos. Muitas vezes essa tarefa é mesmo tão árdua que não sabemos nem por onde começar. Numa visão geral, pode parecer simples reunir coisas que não mais usamos e descartar. Mas, na prática, sabemos que não funciona tão fácil assim, devido ao apego material que sentimos por alguns objetos. Por isso, Marie Kondo ensina em seus livros, algumas técnicas simples e eficazes para nos ajudar encarar e vencer essa batalha. São técnicas já testadas por nós do Sou Poupador. Uma prévia das técnicas apresentadas no livro são: separar um tempo para se dedicar à essa atividade, separar os itens por categorias (roupas, utensílios, documentos...), depois, selecionar o que você realmente quer e descartar o que não quer. Ela ensina a segurar o objeto e sentir se te traz ou não alegria. Uma vez feita a seleção, a pessoa separa o que vai ficar e o que vai doar ou vender. E o objetivo é que cada coisa que ficou tenha o seu lugar para que, uma vez utilizado, seja devolvido ao seu lugar e não fique 'rolando' pelo ambiente.

Resultado final da mágica da arrumação

Pode parecer simples demais a questão de arrumar a casa e por tabela arrumar as finanças, mas para nós uma coisa está muito associada a outra. Pois a partir do momento em que conseguimos por ordem onde vivemos, onde passamos mais tempo (casa, escritório), o ambiente fica muito mais agradável, arejado, espaçoso (mesmo que seja pequeno), iluminado e silencioso (sem o 'barulho' da bagunça e do excesso de objetos sem o lugar adequado para serem guardados). O que um ambiente assim proporciona? Uma mente igualmente mais arejada e limpa para pensar no que realmente precisa e não gastar energia com a preocupação insistente de: "Ai, tenho que arrumar a casa", "tenho que acabar com essa bagunça!", "cadê o boleto tal?", "cadê a chave do carro?", "cadê meu par de sapatos?" e por aí, vai...

Arrumação física e digital

Essas dicas de arrumação são tanto para a área física (casa, trabalho...) quanto para a área virtual, como desktop, tablet, celular, pendrive, HD externo, e tudo o que está armazenado neles e que pode estar um verdadeiro caos. Dica do Sou Poupador: Portanto, organização para a vida digital também é fundamental!

Uma vez que nosso ambiente está em ordem e com o que realmente gostamos e nos é útil, nossa mente funciona melhor e, consequentemente, nossas atitudes são melhores.

Vida após a arrumação

Uma vez atingidas as vitórias da organização de nossos ambientes, (sim, selecionar, arrumar e organizar nossa vida física e digital é uma enorme vitória) recuperamos uma mente mais arejada e o controle sobre nossas coisas. Fica bem mais fácil saber as roupas que se tem e realmente usá-las, saber onde estão as chaves do carro, saber exatamente o que se tem na geladeira ou despensa para comprar o que se precisa e evitar trazer do mercado o item repetido e não o que estava faltando (quem nunca?). De posse dessa paz e controle, a mente pode se dedicar a outras coisas muito importantes como por exemplo a construção de uma vida financeira mais equilibrada e próspera.

Como o minimalismo pode auxiliar na conquista de uma vida financeira mais equilibrada e próspera

Com nossa casa, nosso trabalho e nossa vida arrumada e mais organizada e possuindo apenas o que gostamos e o que é necessário, sem excessos, vamos nos sentir mais leves, fortalecidos e motivados a fazer o mesmo com nossa vida financeira. Como? Fazendo um orçamento e diagnóstico das finanças, cortando gastos extras desnecessários. Para quem tem muitos cartões de crédito, também tem muitas faturas a pagar, certo? Então, escolha um e passe a controlar o seu uso. Colocar as contas em dia, saber o dia do vencimento e honrar os compromissos (débito em conta pode ser uma boa para evitar pagar multas e, em alguns casos, pode dar descontos no valor). 

Já que estamos falando tanto em organização e arrumação, pode-se fazer também uma lista dos desejos. Como funciona? Listar bens e objetos que se quer adquirir e, se propor a adquirir um de cada vez, juntando e comprando à vista. Essa maneira pode nos ajudar a controlar a ansiedade de querer comprar tudo o que vemos por aí e, pior, gastar bem mais que o planejado. Portanto, uma lista põe ordem nesses impulsos.

Feito o diagnóstico financeiro e o orçamento, fica bem mais fácil saber as receitas, as despesas e o que sobrou e, com essa parte, começar a fazer suas economias ou se você já faz, aumentá-las ainda mais rumo aos seus objetivos para uma vida financeira mais equilibrada, tranquila e próspera, tanto no presente quanto no futuro. Caso queira se aprofundar mais no mundo das finanças, com a vida mais organizada e sob controle, pode se dedicar mais aos estudos sobre novos investimentos e aplicar seu dinheiro no que mais combinar com seu perfil. E são muitas as opções de investimentos. Então, agora que tem mais espaço em seu HD mental, mãos à obra para fazer suas economias aumentarem e aumentarem e aumentarem, par e passo com sua qualidade de vida aqui, agora e no futuro também, sempre cultivando a fé de que está no caminho certo e que vai conseguir atingir seus objetivos.
Minimalismo, finanças, sucesso, Sou Poupador

Minimalismo e movimento FIRE


Se você adotar o minimalismo como filosofia de vida, dependendo do estágio de idade em que estiver, pode ter a chance de fazer parte do seleto grupo de pessoas que conseguem independência financeira antes dos quarenta anos de idade. Para saber mais sobre a relação entre os dois assuntos, sugerimos dois blogs: Aposente-se aos 40 e Independência Financeira em 365 dias - IF365. Conhece mais algum blog que fala sobre esses assuntos, conte para nós sobre eles no campo dos comentários .
Então poupadores, o que acharam? Como o minimalismo pode ser um aliado das suas finanças? Por que ele é tão importante para conseguirmos alcançar certos objetivos financeiros? Será uma satisfação trocar ideias com vocês aqui nos comentários.

Desejamos boas energias para que o Ano Novo seja cheio de prosperidade em todas as áreas!

Pedidos
1. Registre suas considerações sobre o texto no campo dos comentários. 
2. Inscreva-se no Canal do Sou Poupador no Youtube
4. Nos acompanhe também no Instagram do Sou Poupador.
5. Registre sua reação sobre o texto logo abaixo nos emoctions.

Comentários

Postagens mais visitadas

Marcadores

Mostrar mais

BlogRoll (Contate para parcerias)

Criative Commons

Todos os usuários da plataforma Sou Poupador concordam tacitamente com os termos da licença Criative Commons nos seguintes termos: CC BY-ND (Creative Commons LicenseAtribuição-SemDerivações). Você tem o direito de redistribuir nosso conteúdo de forma comercial e não comercial, desde que o trabalho seja distribuído inalterado e no seu todo, com crédito atribuído ao autor.