33. Autorresponsabilidade financeira: você cuida bem do seu dinheiro?

Olá Poupadores! Hoje o tema de nossa conversa é a autorresponsabilidade voltada para a nossa situação financeira. A propósito você sabe o que significa autorresponsabilidade? Você sabia que esse conceito aplicado corretamente ao seu patrimônio pode melhorar a sua condição financeira? Veja a seguir os motivos.

Conceito de autorresponsabilidade 

"Autorresponsabilidade é a capacidade racional e emocional de trazer pra si toda responsabilidade por tudo que acontece em sua vida, por mais inexplicável que seja, por mais que pareça estar fora do seu controle e das suas mãos. Você sabe que é o único responsável pela vida que tem levado, você está onde se colocou", essa definição é oferecida pelo site Administradores.com.br. Com podemos ver é um conceito bem fácil de compreender. Segundo essa regra, somos plenamente responsáveis por levar a vida da maneira que levamos.

Autorresponsabilidade Financeira, Finanças Pessoais, Poupador, Sou Poupador
Autorresponsabilidade Financeira: Sim! É comigo mesmo.

Autorresponsabilidade e finanças pessoais

Mas pera aí, qual a relação entre minhas finanças e a autorresponsabilidade? Tudo. Mas o que vocês querem dizer exatamente? Queremos dizer que se alguém está com as contas no vermelho ou no azul isso é responsabilidade desse alguém. Complicado né? Mas é isso mesmo. Provavelmente tenha sido por exclusiva responsabilidade da própria pessoa a situação econômica que ela vive.
Essa é a regra. Mas existem exceções. Tem muita gente que sofre com as interferências por motivos que fogem a própria compreensão e capacidade de controle. 

Esse texto é para aquelas que se quisessem, teriam a possibilidade de cuidar com zelo das próprias finanças, mas não fazem, por uma falta de responsabilidade, que segundo o dicionário Michaelis quer dizer: "Qualidade de quem é responsável. Obrigação moral, jurídica ou profissional de responder pelos próprios atos, relacionados ao cumprimento de determinadas leis, atribuições ou funções". Pois são os irresponsáveis que precisam mais de ajuda. Porém por terem essa característica são os que menos a procuram.

Como devo cuidar das minhas finanças pessoais?

Começando a assumir mais a responsabilidade sobre as próprias finanças. Tudo bem que muita gente vai colocar a culpa na mãe, no padre, no tio, no governo, nos bancos. Mas vamos ter que admitir. A culpa é toda nossa. Somos nós que não aprendemos a dizer não para as tentações, somos nós que queremos as coisas antes do tempo ideal. Por tanto, somos responsáveis por quase tudo que acontece em nossa vida financeira. Não adianta a gente dizer que foi culpa do gerente do banco, somos nós que temos que melhorar a nós próprios. O vendedor só fez o trabalho dele.

Quem precisa aprender a ler antes de assinar?

Somos nós que precisamos aprender a ler os contratos, as letras pequenas. Isso sim é ter autorresponsabilidade. Não existe maior besteira a se dizer do que culpar a mídia, o governo, o estado e até a igreja, uma  vez que a informação está disponível na rede. Se a gente não sabe buscar ela, alguém por perto deve saber, geralmente é só perguntar. Mas o que muita gente prefere? Vocês sabem o que a gigantesca maioria faz on-line.

Não existe solução fácil

Tudo bem que estamos vivendo uma onda de otimismo enorme. Está chegando uma solução heroica nos moldes que as pessoas adoram. Mas vejam bem gente boa, estará resolvido o problema? Olha que não hein? Só estará de fato quando chamarmos para nós a tal da autorresponsabilidade. O país precisa e depende disso para termos desenvolvimento. Precisamos deixar de lado esse nosso jeito carnavalesco de ser. Precismos que a nação toda trabalhe pelo próprio progresso, senão a república não vai pra frente.

A típica reclamação dos altos juros

Ninguém obriga ninguém a assinar um contrato com altos juros. Somos nós por vontade própria que aceitamos pagar altas taxas em troca de status e de facilidades. Afinal, a grande maioria gosta de tudo muito fácil. A ordem do novo século parece ser: "queremos facilidades". Todavia, não é bem assim. Tudo bem que é bom. Mas pera aí. Quanto vai custar? Gente, vamos colocar os pés no chão. Sonhar é bom, é preciso. Mas nada vem do nada. Ou será que sim? O campo dos comentários serve para a gente debater essas ideias. Por isso, se discordar, ou concordar é só dizer!

Preciso de pouco para viver

No fundo somos seres que precisamos de muitos poucos bens materiais para sobrevivermos. Ninguém pode negar. Quem assistiu ao filme Náufrago, com Tom Hanks tem uma boa base do "quanto" é necessário para vivermos. É óbvio que ninguém precisa ver-se em uma ilha deserta e sofrer que nem o nosso amigo Chuck Noland, personagem principal do filme, para perceber que deve viver conforme as pŕoprias possibilidades.


Vemos muita gente por aí querendo ostentar, às vezes, com o dinheiro dos outros. Manter um padrão de vida que está muito acima das possibilidades econômicas da pessoa, além de extrapolar os limites da autorresponsabilidade não me parece ser justo e muito menos correto. O mesmo acontece com a caridade. Vários anos de serviço voluntário me ensinaram bastante coisa. Apesar de muita gente dizer: "o que você ganha com isso", agora posso responder com certeza: experiência. Fazer caridade? Faça de modo anônimo, caso contrário, pode ser interpretado como vaidade, por mais que nem sempre seja e, preferencialmente, com o próprio dinheiro. Não com o dos outros...

Todo mundo quer ser bem sucedido

É certo que todo mundo quer ser bem sucedido. Mas também é certo que precisamos melhorar nossas percepções do que realmente é ser bem sucedido. O que é ser bem sucedido para você? Para mim é um conceito bastante relativo e varia conforme espaço e tempo. Além disso, depende de vários fatores que nem sempre estão ao nosso controle. Contudo, uma coisa é certa: “A incapacidade de viver de forma autorresponsável nos faz reviver as mesmas circunstâncias de dor ao longo da vida”, Paulo Vieira. Por tanto, se queres viver uma vida mais plena em relação ao dinheiro, assuma e desenvolva a autorresponsabilidade em sua vida financeira.

Você tem autorresponsabilidade com o seu dinheiro? Como faz quando te oferecem algo que não precisa ou não quer comprar? Você se considera uma pessoa responsável com as finanças ou percebe que precisa melhorar?

Convite: Inscreva-se para receber novidades por correio eletrônico. Nos acompanhe também no Instagram do Sou Poupador

Referências:
Site Administradores. http://www.administradores.com.br/artigos/carreira/o-poder-da-autorresponsabilidade-voce-se-sente-totalmente-responsavel-pelos-seus-resultados/104089/
Dicionário Michaelis. https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/responsabilidade/

Comentários

Postagens mais visitadas

Marcadores

Mostrar mais