12. Como comprar ações de empresas pela primeira vez sem precisar de uma fortuna?

Logo do Sou Poupador Blog sobre finanças pessoais com dicas de organização e educação financeira, para uma vida mais equilibrada, próspera e abundante para quem já é ou pretender se tornar poupador e investidor.
Você sabia que pode comprar ações de empresas sem precisar de uma fortuna, que com pouco dinheiro isso já é possível? Já teve ou tem vontade de comprar ações mas não faz ideia de como isso funciona? Veja como comprar ações de empresas no Brasil com o passo-a-passo básico do Sou Poupador, para também participar do mercado de renda variável nacional. Lembre-se de conferir o seu perfil para investimentos: conservador, moderado ou arrojado? Se não souber, pode encontrar maiores informações aqui sobre os perfis. Lembre-se que renda variável é bem diferente da renda fixa, com a qual provavelmente muita gente esteja acostumada. Quem não tem apetite por risco deve pensar bem antes de aportar nesse tipo de investimento. Certo? Apertem os cintos e vamos lá: 12 passos para começar a investir em ações sem ter muito dinheiro: 
1º passo: Querer.
2º passo: Assumir o risco. 
3º passo: Abrir a sua conta em alguma corretora. 
Dica: a Corretora Clear pode ser um bom começo.
4º passo: Escolher uma das empresas que você quer investir. Aqui está a lista das empresas que permitem a compra de ações na B3, que é a bolsa de valores do Brasil: empresas listadas
5º passo: Enviar o valor que você quer investir em ações via Transferência Eletrônica Disponível - TED do seu banco para a sua conta na corretora escolhida. 
Dica: invista o dinheiro que não é, e nem será necessário para você viver e ou pagar as suas contas.
6º passo: Estudar. Após escolher uma empresa, confira se ela oferece ações preferenciais, ordinárias ou units e decida por qual tipo você se interessa mais. O site da B3 explica que: "As ações podem ser de dois tipos, ordinárias ou preferenciais, sendo que a principal diferença é que as ordinárias dão ao seu detentor direito de voto nas assembleias de acionistas e as preferenciais permitem o recebimento de dividendos em valor superior ao das ações ordinárias, bem como a prioridade no recebimento de reembolso do capital." Já as units são uma mescla de ambas. Se quiser, veja maiores informações sobre a renda variável no site da B3, basta clicar aqui. Para facilitar o seu entendimento, ações preferencias levam o número 4 no final da sigla, ordinárias o número 3 e as units 11. Exemplo: TIET4, TIET3, TIET11.   
7º passo: Pesquisar os resultados da empresa. Procurar o site da empresa destinado ao Relacionamento com investidores - RI e também vale  conferir no site Fundamentus os dados dela. Avaliar aspectos macroeconômicos, nacionais e regionais para embasar suas conclusões antes do investimento. Exemplo de site RI: http://ri.aestiete.com.br/
8º passo: Comprar ao menos 100 ações da empresa seguindo esse padrão, ou seja, sempre múltiplos de 100, exemplo: 200, 300, 400, 500, 1000, 1100, etc. Se a ação custa R$1,00, você precisa ao menos de R$100,00 para comprá-las e mais outros pequenos custos. 
9º passo: Estipular o preço e a quantidade de ações que quer adquirir conforme o valor que entender ser justo como oferta, e enviar a ordem de compra para a sua corretora que enviará a proposta de negócio para a B3. Exemplo: as ações estão sendo negociadas por R$1,00, mas você acha que elas valem R$0,95. Você pode fazer a sua oferta, o que não significa necessariamente que existirão pessoas dispostas a vender as ações delas pelo preço que você oferecer.
10º passo: Aguardar a ordem ser executada. Isso acontece quando alguém está aceitando o negócio ao preço que você propôs. Após isso você se torna acionista da empresa. Caso você decida vender, basta estipular o valor e enviar a ordem de venda, estipulando a quantia e por quanto você quer vender. Se existirem pessoas com ordem de compra dispostas a pagar e na quantia que você quer vender, possivelmente fechará o negócio e o dinheiro será creditado em sua conta na corretora. Observação: após vender as ações, se você precisar desse dinheiro, basta realizar um TED para a sua conta corrente do seu banco ou pode decidir reinvestir. Vale informar que para vendas de ações no valor mensal acumulado iguais ou inferiores a R$20.000,00, não será devido o Imposto de Renda. Contudo, se superior e, quem estiver vendendo o fizer com lucro, ou seja, em valor superior ao que comprou, deverá recolher um percentual de 15% sobre o valor do lucro, podendo ele ser descontado do valor das despesas da operação. Se você for realizar operações day-trade (compra e venda de ações no mesmo dia),  a alíquota sobe para 20% (Mas, para começar é interessante não fazer day-trades). Para saber mais sobre o imposto, você pode consultar o Guia para cálculo de IR na venda de ações. Se você pretende fazer pequenas operações, fique tranquilo quanto ao IR.
11º passo: procurar escolher ações com liquidez. Ou seja, empresas que são bastante negociadas diariamente na bolsa. Senão, caso você decida vender as ações, pode ser que não exista oferta de compra.
Dica: dê o primeiro passo, comece abrindo a conta em uma corretora de sua preferência (link para a lista de corretoras que operam na B3) e depois vá se familiarizando com a plataforma de envio de ordens de compra e venda, além dos aplicativos para smartphones.  Outra dica, você poderá receber dividendos (são um percentual do lucro que as empresas obtém em suas práticas comerciais e distribuem se você for acionista delas e atender os requisitos estipulados para tanto). Dependendo do número de ações que a pessoa possuir, se a empresa estiver lucrativa, poderá obter excelentes retornos. A propósito, se você receber dividendos terá a opção de reinvestir o dinheiro ou transferir para sua conta bancária. Pode ser uma dúvida sua: em que lugar estarão os valores recebidos com dividendos? Resposta: na sua conta na corretora que estiver com a custódia das ações. Eventualmente você poderá  receber juros sobre capital próprio, também pago por algumas empresas. 
Viu como é fácil? 
Você tem alguma dica ou orientação? 
Se tiver, comenta aí com a gente! 
Observação: se gostou do assunto continue se aprofundando e estude muito sobre investimento em ações. O presente texto não tem a pretensão de esgotar o assunto e serve apenas como um pontapé inicial para pessoas que desejam se lançar ao mundo dos investimentos em renda variável. Se quiser sugerir qualquer modificação no texto os comentários servem para isso!


Por fim, vocês viram a novidade? No início do texto tem uma imagem, a logo do blog, que ajudará na parte de identidade visual.
Que tal ficou? 
Gostou? 



Que tal assinar nossa newsletter e receber novidades no seu email? 
Pedimos para você compartilhar o Sou Poupador em suas redes sociais para mais pessoas melhorarem as suas vidas financeiras. Certo pessoal?
Muitíssimo obrigado por sua visita. Voltem sempre.

Comentários

  1. Os passos aqui colocados nos proporcionam uma ótima orientação para iniciarmos nossa caminhada rumo aos investimentos em ações. Já tive minhas experiências, mas nunca me aprofundei no assunto. O passo a passo colocado no blog ficou muito didático. Gostei! A dica que está no 5° passo, deve ser observada com atenção, investir dinheiro que não vai fazer falta no orçamento da família. Além disso, também podemos fazer um fundo de emergência, para as situações que fogem ao nosso controle e que não estão contempladas no orçamento familiar. Reparei sim a logo do blog, muito criativa. Aprovada!

    ResponderExcluir
  2. Uma boa dica pra quem tá começando a investir no mercado de renda variável é estudar um pouco sobre os Fundos de Índice (ETF'S) que são negociados na B3. Um exemplo é o Bova11 que reflete a carteira de ações do Ibovespa. Se o índice estiver em alta, as cotas do ETF sobem na mesma proporção. A negociação ocorre da mesma forma que as ações, com a diferença de que não háa necessidade de compra e venda em lotes múltiplos de 100, podendo ser negociada apenas uma cota, e de que não háa isenção do IR pra valores inferiores a 20.000. É uma boa alternativa pra quem quer se ambientar com o mercado de renda variável, ainda tem poucos recursos pra investir e não tem muita segurança pra avaliar e investir em uma única ou poucas empresas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá prezado Poupador Investidor Bruno Viana! Muito boa a sua dica e explicação. Sobre a possibilidade de comprar cotas unitárias, alertamos para o fato de que existe uma diferença significativa entre negociar Fundos de Índice em lotes padrão com 10 cotas e comprar 1 cota no mercado fracionário. No exemplo da compra de 1 cota, isso será possível com o código de negociação BOVA11F. Nesse caso, por conta do reduzido volume de negócios no mercado fracionário, a liquidez pode ficar um pouco comprometida. Concordamos? Ou seja, a facilidade de transformar o ativo novamente em dinheiro sem perda significativa de valor pode ser mais difícil do que em lotes padrão. Por isso, ideia de investir negociando apenas 1 cota nos parece viável, entretanto temos que levar em consideração custos e as possíveis diferenças de spread. Se observarmos o exemplo da BOVA11, enquanto existem milhares de cotas padrão sendo negociadas, ao verificarmos o mercado fracionário BOVA11F a quantidade de negócios é na casa de uma dezena em média. Por isso, negociar o lote padrão parece um pouco mais atrativo para quem está começando na renda variável. Nossa sugestão é que as pessoas se puderem, optem pelo mercado à vista com ordens com lotes padrão. Fazer isso vai exigir um pouco mais de capital? Sim. Mas acreditamos que a facilidade de fechar o negócios será bem maior. Realmente é interessante a possibilidade de investir em índices de referência para participar dos negócios na BM&FBovespa devido ser menor a exposição ao desempenho de empresas específicas, sendo também uma opção para a diversificação da carteira, tanto para quem está começando quanto para quem já é investidor. É uma pena não ter isenção do imposto de renda. Mas é isso aí, o negócio é estudar e ver o que é mais adequado para cada tipo de perfil e bolso.

      Excluir
  3. Explicou de forma simples e dinâmica. Ainda sou adepto da poupança, mas aos poucos estou lendo o livro "O Investidor Inteligente" e pretendo amadurecer a ideia da renda variável. A logo do blog ficou massa! Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, doutor! Depois vou cobrará uma resenha do livro. Kkkkkk
      Abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Marcadores

Mostrar mais